JEJUM // DIA #5 - O MARIDO DEVE AMAR SUA ESPOSA

Efésios 5:25- 33

"Maridos, ame cada um à sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra, e para apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável. Da mesma forma, os maridos devem amar cada um à sua mulher como a seu próprio corpo. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo. Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja, pois somos membros do seu corpo. "Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne." Este é um mistério profundo; refiro-me, porém, a Cristo e à igreja. Portanto, cada um de vocês também ame a sua mulher como a si mesmo, e a mulher trate o marido com todo o respeito." 


Deus estabelece um padrão elevado para o relacionamento entre marido e mulher. Vejamos alguns:


1.  O marido deve amar sua  esposa, assim como Cristo amou a Igreja.

“Maridos, ame cada um à sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela.” A palavra que o apóstolo Paulo usa para amor neste texto é a palavra grega “ágape”, que significa amor incondicional, ou seja, o próprio amor de Deus.


O padrão é bem elevado, e imediatamente faz ressaltar a nossa impossibilidade de cumprir este mandamento. Eu sempre me pergunto: como é possível eu amar minha esposa, da mesma forma como Cristo amou a igreja? Mas essa nossa incapacidade nos remete à nossa dependência do poder do Espírito Santo. Nenhum ser humano tem capacidade de amar a sua esposa como Cristo amou a igreja, exceto que se submeta completamente a um poder sobrenatural que é o poder do Espírito Santo.


Da mesma forma o Espírito nos ajuda em nossa fraqueza, pois não sabemos como orar, mas o próprio Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis (Romanos 8.26). A primeira parte do fruto do Espírito é o amor: Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei (Gálatas 5.22-23).


Eu gosto da palavra fruto, porque mostra que é algo que nasce naturalmente, e não como resultado de esforços pessoais. Eu não tenho condições de produzir amor. Mas se permito que o Espírito Santo atue, e me submeto ao seu controle e direção, naturalmente o amor brotará em minha vida e terei condições de amar minha esposa com o amor que vem de Deus.


Quando reconhecemos nossa incapacidade e pedimos ao Espírito Santo que nos encha com o seu poder, Ele começa a agir em nós, e logo percebemos que estamos amando mais e cuidando melhor de nossas esposas.


A grande vantagem é que não podemos nos gloriar, pois foi o Espírito Santo quem operou em nós, e toda glória irá para Deus. Quantos casamentos seriam mais abençoados e felizes se os maridos levassem a sério o mandamento de amar incondicionalmente as suas esposas. Hoje em dia há tanto egoísmo, que alguns somente amam se receberem algo em troca. Mas o amor "ágape" não busca os seus próprios interesses. Analisem como Deus ama o mundo, sem receber nada em troca.


É este amor que devemos ter para com o nosso cônjuge. Mais adiante, veremos que o amor é a base para a união conjugal. Marido, você tem amado a sua esposa como Cristo amou a igreja?


Quem ama, cuida. O texto afirma que o marido deve amar a esposa como Cristo amou a igreja, e a seguir veremos algumas facetas do cuidado que segue esse amor:


2. Entregou-se por ela.

Jesus Cristo deu a sua própria vida em favor da sua igreja. O texto diz que "Ele entregou-se por ela". Impressionante o amor incondicional de Cristo pelos seus. Isto foi demonstrado em sua própria vida, cuidando dos seus discípulos: Um pouco antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que havia chegado o tempo em que deixaria este mundo e iria para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo amou-os até o fim (João 13.1).


Depois foi crucificado, entregando a própria vida para perdoar, resgatar e salvar os seus. O exemplo de Cristo deve ser seguido pelos maridos, que devem, se for preciso, entregarem as próprias vidas em favor de sua esposa. Conheci um caso que o marido doou um dos seus rins para salvar a sua esposa.


O marido deve entregar-se por amor a sua esposa e cuidar dela como Cristo faz com a igreja.


3. Cuidou da sua espiritualidade.

O texto deixa claro que Cristo cuida da vida espiritual da igreja. Notem estes detalhes do texto: Para santificá-la, tendo-a purificado pelo lavar da água mediante a palavra e para apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável (v. 26-27).


Cristo santifica a sua igreja. O marido não tem poder para limpar a sua esposa espiritualmente, mas deve ter a responsabilidade de cuidar dela, de tal forma que a proteja do pecado. Isto acontece no seu relacionamento com ela e com Deus. No dia a dia deve haver oração conjunta, conversas ao redor da mesa, estudo da bíblia e leitura de bons livros. Além disso, o marido deve cuidar daquilo que entra na mente de sua esposa. Por exemplo, os tipos de programa de televisão, as revistas ou livros que ela lê etc.


O marido como líder deve suprir a casa com o alimento espiritual, e deve também orientar a família a prestar culto a Deus na igreja e servi-lo nos ministérios. O marido deve ajudar a sua esposa no seu crescimento espiritual e no seu serviço a Deus. A forma mais funcional do marido santificar a sua esposa é pelo seu próprio exemplo de um homem santo, consagrado e cheio do Espírito Santo.


A Bíblia afirma que um marido assim santifica a sua esposa e vice-versa: Porque o marido incrédulo é santificado no convívio da esposa, e a esposa incrédula é santificada no convívio do marido crente. Doutra sorte, os vossos filhos seriam impuros; porém, agora, são santos (I Coríntios 7.14). Notem a palavra convívio.


O testemunho de vida é um instrumento de Deus para trazer pessoas a Cristo.


4. Cuida do seu corpo.

O texto também afirma: “Além do mais, ninguém jamais odiou o seu próprio corpo, antes o alimenta e dele cuida, como também Cristo faz com a igreja.” Observe como Cristo cuida da igreja, que é o seu corpo. De acordo com a Bíblia, no casamento, homem e mulher se tornam uma só carne, e Paulo está afirmando que ninguém vai odiar a sua própria carne, ao contrário, vai alimentar e cuidar.


Neste sentido, o marido deve cuidar da sua esposa fisicamente. Ele é responsável por sua saúde e bem-estar. Há maridos que simplesmente deixam as suas esposas cuidando sozinhas do seu próprio corpo. Isto está errado. O marido deve sempre cuidar para que ela esteja bem de saúde, se houver necessidade de uma consulta médica, deve acompanhá-la dentro do possível, perguntando ao profissional da saúde o que ele pode fazer para ajudá-la em seu tratamento.


O marido também deve ser o protetor da sua esposa, como Cristo protege a sua igreja. É impressionante como a igreja durante muitos séculos tem sido combatida, confrontada, mas continua firme, porque tem um Cabeça a que ama, lidera e cuida. Devemos tomar Cristo como exemplo e fazer o mesmo com a nossa esposa.


Marido, assuma sua responsabilidade e cuide da sua esposa espiritual e fisicamente.


Entregue-se por amor a ela.


Motivos de Oração e Jejum Dia #5:

  • Para que você busque mais servir do que ser servido.

  • Para que Deus o capacite a negar-se a si mesmo em favor de sua esposa. 

  • Para que você decida amar a sua esposa todos os dias e revalide esse amor em todo o tempo.

51 views0 comments

© 2020 by Ministério Casais Jovens

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Twitter Icon

Rua José Paulino, 1829  - Campinas - São Paulo, Brasil